CRIPTOMOEDAS

Segurança e rendimentos nunca
estiveram tão próximos

O uso de criptomoeda vem crescendo nos últimos tempos, um divisor de águas.

Uma criptomoeda é projetada com a finalidade de trocar informação digital através de um processo de criptografia, que é usada para proteger as transações e também controlar a criação de novas moedas.

Como as principais criptomoedas após o bitcoin podemos citar:

BITCOIN

A moeda mais reconhecida no mercado digital e de maior notoriedade.

ETHEREUM

Basicamente o Ethereum é um computador global.

BITCOIN CASH

Dinheiro eletrônico ponto a ponto.


Bitcoin é uma moeda e também pode ser considerada um método de pagamento.

Bitcoin é uma nova forma de dinheiro digital com uma grande diferença sobre os tipos de dinheiro que estamos acostumados: ninguém controla.
O dinheiro é criado pelos bancos centrais, que o controlam, e depois usa-o para comprar títulos do governo.

As redes de pagamento e os bancos controlam as transações, e cobram pelo “privilégio” de voce tê-lo.

Os bancos centrais são os “donos” do sistema financeiro.

É uma rede de pagamento descentralizada, onde nenhuma pessoa ou empresa controla como o dinheiro é criado ou transacionado. Em vez disso, todo mundo na rede controla seu próprio dinheiro. Todo mundo é dono do que é seu. E qualquer um pode participar, baixando o software gratuito bitcoin e executando-o em seu próprio computador.

E qualquer um pode participar, baixando o software gratuito bitcoin e executando-o em seu próprio computador.

Como são feitos os Bitcoins?

A rede também é responsável por fazer bitcoins. Bitcoins não são impressos por um banco central. Em vez disso, as pessoas criam bitcoins usando softwares em seus próprios computadores, em um processo chamado mineração. A rede tem regras sobre os muitos bitcoins criados, quem consegue criá-los e quando.

Bitcoins não são moedas físicas​, e você não armazena-os em um banco. Eles só existem porque a rede inteira concorda que eles existem, e você só possui-os porque a rede registra a posse. Este registro de propriedade é mantido em um grande ledger chamada blockchain, que é identificada e mantida por todos os computadores na rede bitcoin.

Transparência do Bitcoin

O que você não sabia

Há uma característica final do bitcoin: a transparência. Embora apenas o dono de uma chave privada possa acessar as chaves em um endereço bitcoin, qualquer um pode ver quantos bitcoins são mantidos nesse endereço, de quais outros endereços os bitcoins vieram e como eles foram gastos.

Ethereum (ou melhor, Ether) é uma criptomoeda, tendo o mesmo funcionamento do Bitcoin, que utiliza um sistema muito seguro e discreto chamado blockchain.

A maior diferença do Ether para as outras moedas virtuais, como o Bitcoin, é que o Ether possui uma plataforma para a construção e distribuição descentralizada de aplicações. Em outras palavras, eles querem utilizar a tecnologia do blockchain não só para a criptomoeda, mas sim para tudo aquilo que possa ser programado, fazendo com que o Ethereum seja um computador global.

Os desenvolvedores da plataforma acreditam que por haver a chance de validar identidades e assinaturas digitais de forma segura através do blockchain, o Ethereum poderá ser utilizado futuramente em:

Transferência financeira;

Títulos de propriedade;

Dados de histórico de saúde;

Votos;

Impostos;

Campanhas de arrecadação de dinheiro; etc.

Como eu faço para conseguir Ethereum?

Existem algumas formas de conseguir Ether:

Receber doações de outros usuários que já possuem a moeda;

Trocar por outras moedas;

Ser um minerador.

Minerador? Sim!

Para que o “livro-caixa” mencionado anteriormente funcione corretamente, é necessário que todas as verificações e validações dos registros sejam feitas no blockchain. E é isso que os mineradores fazem!

Os mineradores são os próprios usuários da rede, que fazem a mineração através de supercomputadores que executam códigos criptografados. E por seu empenho computacional, os mineradores recebem a moeda Ether como recompensa.

Se você não é um minerador e não possui um amigo de coração grande para te doar Ethereum, estarei escrevendo um post explicando como fazer a troca por outras moedas e iniciar seus investimentos.

Quando todos pensavam que a possível divisão da rede do bitcoin (BTC) já havia sido superada, eis que surpreendentemente surge com muita força a possibilidade de um novo hard fork.

Dinheiro eletrônico ponto a ponto [peer-to-peer electronic cash, em inglês] para a Internet, totalmente descentralizado, sem um banco central e que não requer uma terceira parte reconhecida para ser operado”. O pilar central do novo token reside justamente em uma fraqueza do Bitcoin original: sua capacidade de performar transações. O BCC nasceria com blocos de 8MB de capacidade, enquanto o BTC possui limite atual de 1MB para seus blocos de transação.

“Muita gente pensou que esta divisão da rede somente seria efetivada se o BIP148 (Proposta de Melhoria do Bitcoin 148) fosse ser implementado para dividir a rede. Em outras palavras, muita gente pensou que o Bitcoin Cash seria apenas uma ameaça crível para evitar uma divisão da rede ativada pelos usuários (User-Activated Soft Fork – UASF)”, escreveu o desenvolvedor Jimmy Song em uma postagem no Medium.

O BCC foi criado pela pool de mineração chinesa Bitmain, que também se pronunciou oficialmente sobre o tema por meio de uma postagem em seu blog. Segundo a empresa, que é signatária do Acordo de Nova York, que obteve apoio maciço dos mineradores em torno da proposta de escalabilidade do bitcoin SegWit2X, ela vem observando atentamente o desenvolvimento da proposta e não descarta apoiar tanto o acordo firmado entre os mineradores para elevar de 1MB para 2MB o tamanho dos blocos da rede do bitcoin, como também apoiar o insurgente BCC.